quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

TORMENTA NA LÍNGUA. HÁ! À! Á!

Estava este texto guardado para o blogue “Atarefados” a inaugurar em breve, porém mudei de opinião ao visitar um conhecido hipermercado e ler num cartaz (impresso a nível nacional) algo como “encerramos ás 22 horas”. Assim sendo aqui deixo umas dicas sobre o à, á, e o :

  • Escreve-se: “Neste Natal não vou à minha terra”, não se escreve: “Neste Natal não vou á minha terra”.
  • Os dois acentos referidos são o grave`” (a descer, uma vez que escrevemos da esquerda para a direita) e o agudo´” (a subir).
  • O acento grave “`” usa-se, na prática, exclusivamente para: "à" e "às", bem como para a família "àquilo", "àquele", "àquele", "àquela", "àqueloutro", etc.   
  • O acento agudo´” usa-se para fazer acentuação de todas as outras palavras.

--

  • Escreve-se: “Hoje cozido à portuguesa”, não se escreve: “Hoje à cozido à portuguesa”. 
  • ”, do verbo haver, neste exemplo indica que no restaurante têm cozido para servir. 

--

  • Escreve-se: “O novo ano começou  um minuto”, não se escreve: “O novo ano começou à um minuto”
  • Neste caso o verbo haver (“”) serve para exprimir o tempo decorrido.

--

Feliz Ano Novo!

segunda-feira, 30 de novembro de 2020

COLORGRAPHIA CXXXII - O TRIUNFO DA MORTE

Pieter Bruegel o Velho (c. 1525 - 1569), "O Triunfo da Morte" pintado cerca de 1562. Óleo sobre tela: 117 cm × 162 cm. Museo del Prado, Madrid. 

Uma obra de Bruegel o Velho produzida numa época em que o perigo da peste era bem real. Nestes dias sombrios nada como olhar para o passado para aprender alguma coisa...

quinta-feira, 1 de outubro de 2020

YOUTUBE MUSICAL XXXI

No Dia Mundial da Música e no início do outono quando as noites ficam mais frescas, nada melhor que ouver as Mil e Uma Noites. A suíte sinfónica composta por Nikolai Rimsky-Korsakov em 1888 evoca os serões em que a princesa Xerazade vai contando histórias para escapar à morte.
Uma obra evocativa, sensual, colorida, composta pelo professor que influenciaria profundamente duas gerações de compositores russos.
A interpretação do excêntrico Leif Segerstam e da Sinfónica de Galicia é excelente e reserva-nos uma pequena surpresa aos 45 minutos.

Vamos então ver e ouvir (com equipamento de áudio decente s.f.f.) a suíte sinfónica Xerazade Op. 35 de Nikolai Rimsky-Korsakov.
Clique na imagem abaixo para assistir ao vídeo sem publicidade nem irritantes pop-ups de “Inicie sessão no YouTube”. Se quiser ver no sítio do YouTube clique aqui.

quarta-feira, 9 de setembro de 2020

"ABAIXO DE CÃO" HÁ 17 ANOS NA INTERNET

Este blogue é como uma erva daninha a quem o seu autor corta o caule e as folhas, mas que teima em renascer. De quando em vez lá vai produzindo uma flor vistosa...

Desde 9 de setembro de 2003 já se aqui assistiu a uma bancarrota e a uma pandemia, passaram por Belém 3 Presidentes da República, estiveram no Palacete de São Bento 5 primeiros-ministros e foram empossados 8 governos. A tudo isto o Abaixo de Cão resistiu, resta saber se se vai aguentar nos pavorosos tempos que se avizinham...

segunda-feira, 31 de agosto de 2020

inCITAÇÕES - VOLTANDO ÀS PALAVRAS DE MARK TWAIN SOBRE OS BANQUEIROS

 

Quando se fala em crise, desemprego e milhares de milhões para bancos "bons", nada como republicar o "cartaz" com as palavras de Mark Twain

 

P.S. Cópias deste cartaz foram coladas em várias sedes de bancos, nomeadamente na do BES, ainda o Sr. Salgado era dono disto tudo. Estávamos em 2012, época em que não existiam os indignados do Facebook.

sexta-feira, 31 de julho de 2020

COLORGRAPHIA CXXXI - FUTEBOL

 

Quando Portugal se prepara para receber a Liga dos Campeões nada melhor que uma obra sobre Futebol. Dinamismo de um Jogador de Futebol, pintura futurista de Umberto Boccioni (1882–1916) concluída em 1913. Sobre este quadro encontram uma curta descrição na Wikipédia em inglês.

terça-feira, 30 de junho de 2020

COLORGRAPHIA CXXX - AS CORES DE VERÃO DE GUSTAVE CAILLEBOTE



Gustave Caillebotte (1848–1894): "La plaine de Gennevilliers, champs jaunes" (A planície de Gennevilliers, campos amarelos), óleo sobre tela pintado em 1884. Exposto na National Gallery of Victoria, Austrália.

domingo, 31 de maio de 2020

COLORGRAPHIA CXXIX - VAN GOGH

Clique na imagem para ver a ampliação
Um Campo de Trigo com Ciprestes. Óleo sobre tela de 1889, 73 x 92 cm; National Gallery, Londres.


Uma obra de Vincent van Gogh (1853–1890) para recordar a exposição que decorre em Lisboa até ao fim do ano.

quinta-feira, 30 de abril de 2020

PHOTOGRAPHIA LV

Louis Pasteur (1822–1895), fotografia de Paul Nadar (1856–1939) tirada antes de 1895.

Louis Pasteur, um dos pioneiros da vacinação, é aqui fotografado por Paul Nadar: o inovador fotógrafo filho do célebre Félix Nadar.

Ligações:

sábado, 28 de março de 2020

COLORGRAPHIA CXXVIII - TEMPOS DIFÍCEIS


Edvard Munch (1863–1944) "Autorretrato com a Gripe Espanhola", 1919. Galeria Nacional da Noruega, Oslo.

Edvard Munch autorretratado numa pintura de 1919, o segundo ano em que a Gripe Espanhola fazia milhões de vítimas. Conseguiu o artista sobreviver à terrível pandemia, ao contrário de outros grandes nomes da Pintura como Amadeo de Souza Cardozo.

Evocação do passado nestes tempos difíceis, porque a História nos pode sempre ensinar com os erros de outrora.


Ligações:

sábado, 29 de fevereiro de 2020

COLORGRAPHIA CXXVII


Willem Heda, Mesa de pequeno-almoço com tarte de amoras (1631)

Uma natureza-morta do mestre holandês  Willem Claeszoon Heda  (c. 1593 – c. 1682).

Ligações:
 

sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

COLORGRAPHIA CXXVI - JANEIRO


Irmãos Limbourg; Janeiro: ilustração do livro de horas "Les très riches heures du Duc de Berry" produzida entre 1412 e 1416.

Sucinta explicação da imagem em inglês na Web Gallery of Art.
Clique em "Mensagens antigas" para ler mais artigos fantásticos do Arquivo.

Temas

(so)risos (4) 100nada (1) 25 de Abril (5) 4º aniversário (1) 90's (2) actualidade (1) Ambiente (2) Aniversários (16) Ano Novo (6) Arquitectura (1) Arte (2) Astronomia (6) avacalhando (1) Blogosfera (78) boicote AdC (1) borlas (2) burla (1) cantarolando (1) cidadania (4) Ciência (6) Cinema (7) Cinema de Animação (2) classe (1) coisas (1) coisas da vida (5) Como disse? (1) Computadores e Internet (28) Contra a censura (1) contrariado mas voltei (1) corrosões (1) cultura (1) curiosidades (1) dass (1) de férias; mas mesmo assim não se livram de mim (2) Década Nova (1) Democracia (5) depois fica tudo escandalizado com as notas dos exames de português (1) Desporto (3) Dia do Trabalhador (1) Direito ao trabalho (1) ditadores de Esquerda ou de Direita não deixam de ser ditadores (1) é que eu amanhã tenho de ir trabalhar (1) eco (1) Economia (5) efemérides (3) eles andam aí (1) Elis (2) Em bom português se entendem 8 nações (2) em homenagem ao 25 de Abril (1) Em Pequim o Espírito Olímpico morreu (1) escárnio e maldizer (1) Escultura (3) espanta tédio (1) estado do mundo (1) Fado (1) Fernando Pessoa (1) festividades (3) Festividades de Dezembro (2) Filosofia (3) Fotografia (32) fotojornalismo (1) fuck 24 (1) fundamentalismos (1) futebol (1) Futuro hoje (1) ganância (3) gastronomia (1) Geografia (1) Grande Música (44) grátis (1) História (7) inCitações (15) injustiça (1) Internet (4) internet móvel (1) Internet: sítios de excelência (1) intervenção pública (3) inutilidades (7) Jazz (2) jornalismo (1) ladrões (1) Liberdade (7) liberdade de expressão (2) língua portuguesa (4) Lisboa (3) listas (1) Literatura (10) Livro do Desassossego (1) Má-língua (1) mentiras da treta (1) miséria (1) MPB (5) Mundo Cão (5) música afro-urbana (1) Músicas (14) não te cales (2) Navegador Opera (2) ninguém me passa cartão... (1) Noite (1) Nossa língua (1) o lado negro (1) o nosso futuro (1) oportunismo (1) os fins nunca justificam os meios (1) Pandemias (1) paranoia (1) parvoíces (1) pessoal (8) Pintura (150) podem citar-me (3) Poesia (30) política (10) política internacional (2) porque são mesmo o melhor do mundo (2) Portugal (3) Portugal de Abril (4) preciosa privacidade (6) preguiça (1) Programas de navegação (1) quase nove séculos de crise (3) quotidiano (2) resistir (2) resmunguices (7) respeite sempre os direitos de autor (1) Seleção AdC - Internet (1) Selecção AdC - Internet (2) serviço público AdC (1) Sexo (1) so(r)risos (5) Solidariedade (3) Taxa Socas dos Bosques (1) Teatro (1) Tecnologia (1) televisão (1) temos de nos revoltar (1) Terceiro Mundo (20) The Fab Four (1) trauteando (1) Um aperto no coração (1) umbigo (8) UNICEF (1) vai tudo abaixo (2) vaidades (7) vampiros (1) Verdadeiramente Grandes Portugueses (4) vidas (1) vou ali e já venho (1) YouTube (3)